Coisas da Minha Infância...


google imagem( lojavirtual.eraumacasa.com.br/bonecas-de-pano...)



 


"oh! que saudade que tenho
Da aurora da minha vida
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais" (Casimiro de Abreu) Poesia Meus oito anos.


Hoje ao receber um e-mail intitulado Nostalgie (fr) da amiga Maria Le Paranthoen que mora na França, confesso, chorei, aquelas lágrimas que escorrem sem que a sintamos e quando nos damos conta elas suavemente, lentamente inundam a nossa face.
Percebi que as "lembranças" representadas pelos brinquedos que manipulamos naquela "idade da inocência" são os mesmos em todos os lugares.
Uns , entretanto, evocados ali mexeram com minhas emoções e viajei no tempo e o que pensava estar no "limbo" das lembranças pediu licença e eclodiu.
Era uma vez um boneco de massa chamado Juarez, ele me saúda vestindo uma camisa branca e uma calça listada, um chapéu branco na cabeça e uma chupeta na boca rosada... Companheiro das minhas bonecas , vestidas com roupinhas feitas por mim...Julgava que nunca mais o encontraria ...Tinha apenas sete anos quando o perdi...Alguém, nunca soube quem quebrou o meu Juarez..Não adiantou colar os pedaços ...Ficou todo esmagado...Pode ser que tenham pisado nele sem querer...Quem sabe...
A partir daí nunca mais brinquei de bonecas mas, ficou a paixão por elas , tanto que sempre que comprava alguma para as meninas sentia que no fundo estava adquirindo-as para mim. As meninas cresceram e "aposentaram " as bonecas, muito cedo, por sinal. O que fiz? Empacotei na esperança de quando aposentada vesti-las ao meu gosto e colocá-las numa vitrine, agora o boneco ...Nunca mais adquiri nenhum ...
Foi bom tirar o Juarez da gaveta de minhas recordações... Compreendi alguns aspectos dos meus medos em relação ao sexo oposto... Sentimento de perda... Não querer sofrer. Quem sabe?
Enfim... Juarez não voltou mais para nenhuma gaveta, está exorcizado... Definitivamente!


Escrito por Maria Claudete

26 comentários:

Cadinho RoCo participou com o comentário número:

O Juarez teve o tempo de vida dele e agora mora no carinho da recordação em lembrança.
Cadinho RoCo

orvalho do ceu participou com o comentário número:

Olá, Claudete
Também adoro boneca e ansiosa por ter uma netinha... sonho de menina que não morreu...
Abraços fraternos e o meu carinho.

AC participou com o comentário número:

O texto respira ternura a rodos...
Claudete, ainda bem que "ajustou contas" com Juarez.

Beijo :)

Marilu participou com o comentário número:

Querida amiga, eu infelizmente nunca tive uma boneca, nenhum brinquedo quando criança.Mas subi em árvore, comi fruta direto do pé, brinquei na chuva, rolei na grama. Mas existem coisas que marcam realmente a vida de uma criança a sua foi o Juarez, você poderia ter tido outros mil bonecos que na época nenhum o substituiria. Linda história. beijocas

Chica participou com o comentário número:

Lindas lembranças desse Juarez.

Eu tive um Carlos Henrique.rsrs...

Doces lembranças...beijos,tudo de bom e adorei te ler!chica

Isa mar participou com o comentário número:

Nossa, tua história me comoveu
Fiquei pensando que tem algumas coisas que acontecem em nossa infância que nos causam bloqueios né amiga?
Lendo sua história descobri a causa de um bloqueio meu, então agradeço muitoooo, você não imagina o quanto me ajudou!
Beijos em seu coração e uma noite abençoada pra você!

Walério Gomes participou com o comentário número:

EU adoro ver o seu blog...sempre que posso estou aqui tanto uma olhadinha....

Elaine Gaspareto participou com o comentário número:

Claudete, que meditação mais sentida...
Quer saber? Muito do que somos é reflexo daquilo que a criança em nós viveu.Eu quase não tive bonecas, não gostava delas. Ou não tive tempo para tê-las...
Beijosssss

Eu, ΞĐU participou com o comentário número:

Oi, Maria Claudete...
Muuito bom o seu blog, suas idéias e seu bom gosto. Parabéns pelo trabalho.
Estou te seguindo.
Saudações,
EDU (http://edurjedu.blogspot.com)

Socorro participou com o comentário número:

E talvez extinto, né? Que pena!
Também me lembro das minhas bonecas. Tenho uma foto quando criança, segurando uma boneca de pano, meio que torta no meu braço, rs!
Recordar momentos bons... È gratificante.

Beijos!

Sonia Pallone participou com o comentário número:

Descrever sentimentos não é simples, não é fácil, e muito menos desnudar emoções tão bem como você o faz...Fiquei e estou sem palavras. Me tocou muito. É tão bom quando o nosso coração abraça o momento de alguém! E o meu abraçou o seu... Bjs querida.

Socorro Melo participou com o comentário número:

Oi, Claudete!

Adoro lembrar de coisas da minha infância, de pessoas, de momentos, que me marcaram e me fizeram felizes.
Não consegui guardar nenhuma bonequinha de lembrança, apenas a lembrança de tantas, que eu amava.
O Juarez, representa uma grande emoção em sua vida, que traz saudade e contentamento, além da tristeza de tê-lo perdido, assim como acontece com tudo na nossa vida.

Beijos
Socorro Melo

Anita "Menina Flor" participou com o comentário número:

Sempre gostei de bonecas, apesar de que nessa hora eu dava uma de cabeleireira e as deixavam todas carecas, quando não, sem um braço ou uma perna, rs. Mas uma eu deixei intacta e guardo com muito carinho. Boas lembranças são sempre um deleite para nossa alma. Ótimo sábado e um feliz domingo. Bjs amiga Claudete.

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) participou com o comentário número:

Brinquedo que pusesse nome nunca tive não. Basicamente era uma bola de futebol. Mas tinha um amiguinho imaginário e falava com ele. E quando via bonecas de minhas irmãs jogadas, eu guardava. Atencioso como sempre. Beijos e belo domingo

Majoli participou com o comentário número:

Nossa que delícia de post, emocionada do lado de cá.
Amiga querida, tive várias bonecas, mas a memória falhou agora, não me lembro do nome.
Eu tive um boneco muito fofucho, lindo por demais, com certeza dei algum nome especial a ele...mas não me lembro.
:(
Bem, mas que legal o Juarez, gostei muito de saber mais essa via percorrida sua.

Querida, tem um selinho lindo de presente pra você lá no Rabiscos.
Quando der, o busque.
Beijos cheios de carinho no teu ♥
Tenha uma tarde de domingo de muita paz.

~*Rebeca e Jota Cê*~ participou com o comentário número:

Clau,

Até sua nostalgia é compartilhada com intensidade. Esse seu texto além de reflexivo é cheio de sentimento.

Beijo imenso, menina querida do meu coração.

Rebeca

-

Magui participou com o comentário número:

Isso é saudade, com certeza!

Cigana do Oriente participou com o comentário número:

Oi amiga, passando pra te desejar um ótimo dia e avisar que tem desafio lá no meu blog pra você, beijos

mundo azul participou com o comentário número:

___________________________________


...algumas lambranças nos acompanham pela vida afora... Sem tristezas nem amarguras, mas como uma segunda pele...

Bela a sua recordação, Claudete!

Beijos de luz e o meu carinho...

__________________________________

Sheila participou com o comentário número:

Que bom é poder recordar,é sentir,relembrar,o que passou,e acima de tudo,ter a certeza que se viveu,é maravilhoso juntar lembranças,colar num caderno os mais puros sentimentos de criança, deixa-los confortavelmente guardados em nossa lembrança, e de vez em quando,traze-los de volta a vida presente,pois assim , poderemos dizer,olha! Isso nós já vivemos.Beijos

Vieira Calado participou com o comentário número:

Também recordo com saudade,

alguns brinquedos de menino!


Beijinho

Mai participou com o comentário número:

Parece que nós pegamos o trem da vida onde a infância é um tempo que se guarda eternamente.

Muito carinho.

AMBIGUITY - Artes Decorativas participou com o comentário número:

olá Claudete:
obrigada também pela visita.
Eu não costumo deixar mensagens, porque o tempo é pouco, e ás vezes, ando com a paciência torrada, ou muito saturada, e passo um pouco de tempo a vaguear pela net, e ás vezes encontro coisas bonitas como o seu blog.
desejo tudo de bom
mil beijinhos
Sónia Lima

Fadinha participou com o comentário número:

Quem não tem lembranças da infância?
Umas boas, outras ruins...tenho as duas...as boas, brincar de casinha...adorava...as ruins, sempre me machucava quando brincava de correr...subir em árvores, nem pensar, rsss....boas lembranças...posso dizer que tive uma infância feliz...passou...tudo passa né?

Sandra Botelho participou com o comentário número:

Essa saudade da infancia, nos faz voltar aos melhores dias de nossa vida.
Quando tudo era tão puro e as esperanças e sonhos eram imensos.
Bjos achocolatados

Dri Andrade participou com o comentário número:

Clau,
Admiro muito vc por essa sensibilidade com as coisas da vida. As vezes eu queria ser um pouco mais assim como vc com relação a algumas coisas.
Essa coisa de infancia é muito gostosa mesmo, eu tbm me lembro com saudades da minha.Tive um daqueles bonecos (enorrrmes) no Fofão vc se lembra? Adoraaaava ele e não largava pra nada, um belo dia o esqueci no pátio da casa da minha avó e o cachorro da rua fez xixi nele ahhhh que ttristeza q fiquei, rs. Minha mãe lavou e ele ficou novo em folha.
Essa é lembrança que ,mais tenho de um brinquedo meu.

Que vc tenha um belo fim de semana, escrevi 2 posts novos nos meus blogs, depois da uma passada la e em especial no COMER, ORAR ,AMAR ta?
beijocas

Postar um comentário

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...