Como Foi Bom...



            

            Frase simples, corriqueira, banalizada alguns dirão... Não  importa!
A sensação de paz que me invadiu  nesta manhã supera qualquer especulação.
            Cancelei um compromisso assumido anteriormente para atender  o que minha razão e meu coração entendia como prioridade: ajudar o meu próximo.
            Fi-lo com dedicação e muito prazer, perceber que  se consegue trazer um pouco de alívio no sofrimento de alguém faz-me compreender que o pouco que fazemos é muito em determinados momentos.
           Descobri, com este gesto espontâneo  ,que mesmo de forma limitada posso diagnosticar, encaminhar e fazer os primeiros atendimentos  que possam dar conforto a quem se encontra acamado  na sua casa .
          Sou profissional de Consultório, aposentando-me  por razões  que não vem ao caso aqui explicar, mas disponível para realizar o trabalho  Voluntário de Assistência  aos mais necessitados .
            Não escrevo sobre isto por vanglória e sim porque me inquieta o quanto se padece por  insolvência no  atendimento  a este tipo de paciente, na área de Saúde como um todo.
           Sei, dirão  uns , -“  OPrograma da Família” através do SUS cobre todas estas situações com Médicos Generalistas e visitas domiciliares por Agentes de Saúde”- Pode até ser que esteja maravilhosamente bem funcionando, para os “carentes” rotulados pelo Governo , porque a Classe Média Antiga , falida, que tudo pagou e paga, não tem direito “a Nada”!
          O que vemos “in loco” é esta situação angustiante e agonizante, a classe Média Antiga, refém de Planos de Saúde inoperantes, com Profissionais mal remunerados e desestimulados.
          Por estas e outras razões é que os políticos deveriam repensar o Homem Brasileiro como Cidadão com todos os direitos assegurados. Que todos paguem um pouco, mas que os serviços sejam igualitários para todos.
           Sempre haverá um “Livro Em Branco” (sic Elaine Gaspareto)  à espera de ser escrito  com nossa vida, nosso suor e nossas lágrimas,mas também com nossas  alegrias, nossa esperança,nossa Fé!
           Foi muito bom, hoje,  ter escrito esta página do meu livro.

Escrito por Maria Claudete

14 comentários:

AC participou com o comentário número:

Claudete,
Aí, aqui, em qualquer lado, há que pugnar sempre pela dignidade.

Beijo :)

Wanderley Elian Lima participou com o comentário número:

Olá Claudete
A certeza do dever cumprido e em prol de outra pessoa, não tem preço. Nos entimos muito mais leves e felizes.
Bjux

Calu participou com o comentário número:

Sem dúvida alguma, atendermos nossa inclinações humanistas nos enchem de conforto e alegria, Clau.
Abaixo-assino neste teu texto totalmente real: nós, a classe "re-mediada" carregamos o país nas costas e não encontramos onde as repousar quando precisamos.
Boa semana.
Bjkas,
Calu

✿ chica participou com o comentário número:

Com certeza a sensação de fazer o bem e do dever cumprido, acrescenta muito!! Faz bem! beijos,chica

Sueli participou com o comentário número:

Amiga, você é do tipo daquelas pessoas que fazem a "diferença"! Por isso eu me sinto honrada por fazer parte do seu rol de amigas. Cada vez, a admiro mais! Beijo grande!

Magui participou com o comentário número:

Se a pessoa estava desvalida e vc encaminhou está de parabéns. A saúde é a maior riqueza do ser humano em qualquer luga do mundo.

Ives participou com o comentário número:

A página em branco é pintada com palavras que adornam um quadro imortal! abraços

Orvalho do Céu participou com o comentário número:

Olá, querida Clau
Muito pertinente o seu desabafo!!!
Também participei, ativamente, como voluntária nesta área... sei do que fala... tudo verdade!!!
O que conta é o amor ao próximo e não só a assistência,muitas vezes...
No Céu, seremos recebidos por esses anjos que nos precederam e, em cujos leitos, fomos outros anjos pra eles...
Bjm de paz e orante

vieira calado participou com o comentário número:

E por cá também... amiga!
Afinal, um pouco por todo o lado!

Beijinhos!

Severa Cabral(escritora) participou com o comentário número:

BOM DIA AMADA!
AS PALAVRAS SE DEFINEM E SE TORNAM UMA REFLEXÃO ...
BJSSSSSSSSSSSSSS

Nanda participou com o comentário número:

Clau, infelizmente, nossa Constituição é pura ficção. Assim como manchetes anunciando o fim da miséria. Sabe Deus que caminho é este que estamos seguindo, mas me parece um caminho de caos. Ações como a sua fazem toda a diferença; Beijos.

Severa Cabral(escritora) participou com o comentário número:

Boa noite minha querida !!!!
Vim trazer desejos que sua semana seja de paz...
bjssssssssssssssssssssss

Renata Guidinha participou com o comentário número:

Claudete, podemos viver tendo um livro com muitas páginas em branco, mas o prazer de escrevê-las na fraternidade faz a diferença.
Evidente que é preciso indignação pela inoperância do estado como um todo, mas no individual é primordial que saibamos oferecer os dons que recebemos.Me aposentei no oficial, mas o coração caminha na messe.Siga em frente!
Bjks

ACADEMIA MACHADENSE DE LETRAS participou com o comentário número:

“ENCONTRO COM A ACADEMIA”

A Academia Machadense de Letras realizará durante suas reuniões, o “Encontro com a Academia”.
Este acontecimento tem como objetivo, a interação e divulgação das manifestações culturais, através de debates com membros da nossa cidade e região.

Contatos:
Carlos Roberto de Souza
machadocultural@gmail.com
(35) 3295-6106
(35) 8833-9255


Você gostaria deter seu texto (poema, conto, prosa, ensaio, matérias de cultura em geral, biografias de bandas, artesanato, turismo, artes plásticas, saúde, vida, sociedade...etc) no blog FANZINE EPISÓDIO CULTURAL?
Envie seu texto com uma foto sua ou uma imagem relacionada ao texto para machadocultural@gmail.com

Acesse o blog:
HTTP://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com

maluccat@hotmail.com; flaviamariath@hotmail.com

Postar um comentário

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...