Claustrofobia



                                                   foto 1- Jardim de Pedras da Estética Laser



Ontem numa câmara  enclausurada.
Ontem  apreensiva e angustiada.
Apreensão pelo desconhecido...
Angustiada pela espera do inusitado.
Coração acelerado... Quando se pedia silêncio.
Contrações musculares involuntárias...
Quando se exigia ausência de movimentos.
Enfim gota a gota pelas veias...
Circula lentamente o agente marcador.
A câmara de fecha e começa a mover-se...
Precisão matemática... Giro fascinante.
Suor e medo misturam-se sem pudor.
A  respiração  antes ofegante...
Respiração agora  quase inaudível.
Uma sensação nunca d’antes vivida.
Descobre-se um ser claustrofóbico.
Antes temente da multidão...
Naquela situação temente da ausência.
Hoje despudoradamente temente da solidão.


Poema iniciado em 2006 concluído em 2012-03-27 por
Maria claudete

12 comentários:

ONG ALERTA participou com o comentário número:

Um poema que levou tempo para ser madurecido, beijo Lisette.

✿ chica participou com o comentário número:

Lindo e bem pensada, meditada e inspirada essa poesia!beijos,chica

Anne Lieri participou com o comentário número:

Clau,uma poesia que define com intensidade a sensação de claustrofobia e vai alem, nos sentimentos!Bjs,

Ives participou com o comentário número:

Olá Srta, sinto exatamente as mesmas coisas, pois, tenho claustrofobia crônica rs abraços

Smareis participou com o comentário número:

Um poema bem profundo sobre Claustrofobia. Gostei imenso Claudete!

Beijos!

vieira calado participou com o comentário número:

Olá, boa noite!

Estou noutro computador,

porque no meu há uma aplicação Texas

que não deixa comentar.

Daí a minha forçada ausência.

Felizmente daqui posso saudá-la!

Bjsss

Nilson Barcelli participou com o comentário número:

A claustrofobia deve ser muito dolorosa.
Mas o teu poema é muito bom, gostei imenso. E é de conteúdo difícil de poetar...
Claudete, querida amiga, tem uma boa semana.
Beijos.

Tatiana participou com o comentário número:

Claudete querida!!! Quanto tempo mesmo, estavamos as duas sumidas!!!
Parabens pelo poema!!
Bjks!!

Socorro Melo participou com o comentário número:

Oi, Claudete!

Identifiquei-me com o poema, em várias situações. É interessante, como o medo nos aterroriza. Por vezes medo da multidão, em outras, da solidão... Há quem entenda o complexo ser humano? Gostei demais.

Boa Páscoa!
Abraços fraternos!

Socorro Melo

Fulvio Ribeiro participou com o comentário número:

Claudete...
que saudade daqui, andei meio sumido mais estou de volta, comentando esses posts maravilhosos de meus amigos.
Grande Abraço.

Pelos caminhos da vida. participou com o comentário número:

Em minha cesta de Páscoa, você encontrará muitos desejos para o amor e a felicidade, para a saúde e a prosperidade, para a sabedoria e o conhecimento, e para o prazer e o relax. Desejo a você saúde, felicidades, alegria, equilíbrio, harmonia e que consiga ir além das etapas ordinárias e descubra resultados extraordinários. Que continue tentando alcançar suas estrelas. Que realize seus sonhos. Que reconheça em cada desafio a oportunidade, e seja abençoado com o conhecimento de que tem a habilidade para fazer cada dia especial. Que tenha bastante riqueza para atender suas necessidades, e sempre lembre que o tesouro real da vida é o amor. Agradeço o seu carinho e agradeço por todas as maneiras que somos semelhantes e todas as maneiras que somos diferentes. Agradeço a Deus, do fundo do coração, com um sorriso interno que eu desejaria que todos pudessem ver... A Ressurreição do Mundo. Pois ainda não entendiam a Escritura, segundo a qual Jesus devia ressuscitar dentre os mortos... (João 20:9). Pela lei fundamental da natureza, todas as coisas se renovam constantemente, cumprem um ciclo e se renovam. Deus deu-nos as estações - cada uma com suas próprias belezas e razão, cada uma significando uma benção, uma alegria, e o sentimento do amor. Deus deu-nos sonhos - cada um com seu próprio segredo, cada um emitido para dar-nos sentimentos de inspiração, esperança, e tranqüilidade. Deus deu-nos a luz do sol, o arco-íris e a chuva, a beleza e a liberdade da natureza para ensinar-nos a sabedoria. Deus deu-nos milagres em nossos corações e vidas, coisas pequenas que acontecem no dia a dia, para nos lembrar que estamos vivos. Deus deu-nos a habilidade de enfrentar cada novo dia com coragem, sabedoria, e um sorriso de saber. Saber que seja o que tivermos que enfrentar é mais fácil com Deus habitando em nossos corações. Sobretudo, Deus deu-nos amigos para ensinar-nos sobre o amor e para guiar-- nos através deste mundo, e Ele está sempre disponível para ajudar-nos para uma compreensão maior e compartilhar e dar mais amor.

Feliz Páscoa Claudete.

beijooo.

Marilu participou com o comentário número:

Querida amiga,
Páscoa…
É ser capaz de mudar,
partilhar a vida na esperança,
lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente,
viver em constante libertação,
crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida
investir na fraternidade,
lutar por um mundo melhor,
vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço,
é uma nova chance para melhorarmos as coisas que não gostamos em nós,
Para sermos mais felizes por conhecermos a nós mesmos mais um pouquinho.
É vermos que hoje… somos melhores do que fomos ontem.
Desejo a você e a todos os seus uma Feliz Páscoa, cheia de paz, amor e muita saúde!

Beijocas sabor de chocolate!!!

Postar um comentário

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...