É noite agora...
A chuva cai subitamente...
Ela não era esperada...
com certeza , para alguns ,
não ocorrerá a poesia
antes inspiradora...
passastes a ser, Ó chuva !
demolidora de esperanças,
destruidora de castelos.
outrora aconchego para os amantes,
motivos para noites calorosas,
passastes a ser , Ó chuva!
tormenta dos retirantes.

escrito por maria claudete

4 comentários:

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) participou com o comentário número:

É, amiga. Quando vem com raiva, a naureza é uma fera. Beijos,Clau.

A Madrasta Má participou com o comentário número:

Que essa chuva passe mesmo e possamos ver o brilho do sol, atrás do monte, surgindo... lindo... como só ele é...
Bjinhos da Madrasta e obrigada pelo carinho!

Majoli participou com o comentário número:

Que triste poesia minha amiga.
Parece comigo, ando sentindo tanta chuva dentro de mim, a esperança anda meio distante, me tirando a inspiração...acho que o tempo mexe muito com a gente...em noites de lua e estrelas parece que a gente se sente melhor.


Beijos com muito carinho no teu ♥

Mai participou com o comentário número:

Mesmo assim, Claudete, ai está tua poesia, e por certo haverá solos carecendo da chuva.
beijos e bom domingo.

Postar um comentário

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...