Uma Frase Oportuna.

Não esqueçam palavras transformam, mas testemunhos arrasam.

( Marcelo Rossi)

Esta frase lida no site do Pe. Marcelo Rossi diz muito de uma situação que vivenciei e que de acordo com o propósito que tive ao criar este espaço veio a calhar.

A caminhada pela vida as vezes nos premia com situações

gratificantes que massageiam o nosso ego, mas em certos momentos outras promovem estragos que se não pararmos para uma reflexão mais profunda , provocam danos irreparáveis. Eu gosto de cantar, eu sempre me senti leve e feliz cantando. Cresci todos

dizendo que a “menininha” cantava bonito.

Cantava para os convidados importantes da minha madrinha usineira, cantava na festa de aniversário do Prefeito da Cidade, cantava nas festas da escola, cantava nas festas de aniversário, cantava nas serestas universitárias enfim era o famoso “arroz de festa”. E como não poderia deixar de ser o curumim subiu-me à cabeça : nunca imaginei que me depararia com quem não gostasse de me ouvir cantar!

Bem o tempo passa , a gente envelhece , mas a voz continua a mesma salvo algumas limitações impostas. Em 1997 numa viagem a Orlando ( EE.UU) , para um congresso Odontológico resolvemos esticar até Nova York.

Lá tive a primeira crise de asma , foi horrível! Ao voltar para o Brasil sofri muito com

todas explicações e tratamentos propostos para aliviar as crises que se sucediam com freqüência. Não havia nenhum histórico familiar .

Depois de muitas idas e vindas , por acaso , alguém da comunidade que me conhecia indicou-me para cantar no coro da Igreja Católica que freqüento, e descobri que a cantoterapia tinha me ajudado a respirar corretamente e

foi um suporte fabuloso ao meu tratamento. Pois bem depois de tantos anos , uma pessoa fez uma crítica cruel , não dirigida somente a mim mas também a outro do grupo, que a criatura não gostasse de nos ouvir, tudo bem, você não pode agradar a todos, entretanto as palavras usadas para tal fim foram transformadoras.

Ser acusada de pessoas pecarem por me ouvir cantar

foi pesado demais, talvez ao fazer a segunda voz ou cantar em falsete quando cabível não fosse condizente com a necessidade de oração de alguns. Não vou entrar em detalhes do que realmente a Senhora em questão falou, pois meu desabafo é para que

eu possa apagar definitivamente tudo isto . Minha Fé continua inalterada , porque acredito que tudo tem um propósito. Se no primeiro momento eu desisti de cantar , refleti que seria oportuno o recolhimento como expressão de humildade que leva ao perdão.

Procurei motivos da impressão causada , onde eu poderia estar me expondo e descobri que ficar em destaque , estar sob os holofotes também gera reações contraditórias que não constroem e impedem outros de caminharem.

Olhando sob está vertente passei a compreender os recados

que recebemos do Pai quando estamos nos desviando de nossos objetivos em crescer a

cada dia no louvor, na oração e na vigilância constante.

Sei que todos se perguntam por que só estou cantando dois domingos no mês, e muitos sabem , certos fatos são como penas de galinha jogadas ao vento do alto de uma montanha: se espalham e não se juntam nunca mais, aí é que está

A minha oportunidade de no exercício do silêncio dar o testemunho arrasador : ser mais humilde aceitar com dignidade até as críticas injustas e controlar a vaidade.

Sinto que cresci com o fato, pois sou consciente das minhas qualidades sei que não feri os ouvidos de ninguém porque apesar de amadora estudei música e canto orfeônico , mas sou grata a tudo que vem acontecendo durante este episódio . Ficar sentada , assistindo ao ritual da assembleia me deixa uma sensação incrível de Paz e Conforto . Daqui a algum tempo ninguém mais fará perguntas , vão acostumar-se a me ouvir cantar apenas de vez em quando .Esta senhora fez-me enxergar com os olhos da razão o que o coração não me deixava ver.

escrito por maria claudete


4 comentários:

Cadinho RoCo participou com o comentário número:

Na vida o bonito é que vamos aprendendo de uns o que ensinamos aos outros numa corrente sem fim e disforme.
Cadinho RoCo

Sueli participou com o comentário número:

Ahhhhhhhhhh... não sei, não! Isso aí está mais me cheirando a inveja. E você, por sua vez, preferiu dar ouvidos a uma pessoa só, desprezando todos os outros que adoram sua voz? Pópará, madame! Tudo bem que a humildade é uma qualidade, mas aí não sei se está sendo humilde ou se está desprezando a um presente maravilhoso que Deus lhe deu: a sua voz. Tão linda que causou inveja! ... Mas, mudando de assunto, obrigada por ter cuidado da Kita; aquele dia, se não fosse você, não sei o que teria sido da coitadinha...rs. Beijo grande, amiga!!!! Adoro você!!!

Sofia Duarte participou com o comentário número:

Desde já agradeço bastante o seu comentário, ainda bem que gostou daquele Traço da minha vida que deixei... Também fico muito grata por ver que você se tornou seguidora do meu blog de poesia :) Espero que goste de cada palavra saída de mim!

E é verdade, muitas vezes pensamos que as coisas saem maravilhosas apenas porque as amamos fazer. E quando nos sentimos orgulhosas, e sentimos que o que fazemos realmente nos faz sentirmos vivas, é cruel constatar a realidade e aceitá-la.

Apenas nos resta a humildade, devemos de dar a outra face sempre que nos batam. Deixar que o orgulho exista mas não se apodere de nós.

Cada um sabe de si, podem lançar farpas e criticas, óptimo! Nós sempre cresceremos e nos tornaremos alguém melhor, aprendemos com cada erro apontado. Quanto aos que lançam as criticas destrutivas... Esses apenas olham para o seu umbigo com prazer e adoram baixar aqueles que estão à volta. Esses nunca crescerão na vida, nunca serão realmente ninguém.

Bendito aquele que se entrega totalmente, deixando que Deus se faça nele!

Um abraço!

Haroldo participou com o comentário número:

Estou aqui visitando-a,
percorrendo tuas vias
e quero
parabenizá-la pelo
teu espaço aconchegante!
Eu, como bom leigo, sei que é bom!
E você, como especialista no
sistema estomatognático,
sei que sabe e propaga
os benefícios da saúde oral,
sendo assim, CANTE!
Cante muito!
Cante sempre, que daqui já ouço tua voz!
E pecado será se não a ouvirmos cantar.
Esqueça afinações, tons, técnicas de canto...
Apenas cante!
E desculpe-me a ousadia...
Obrigado, quando chamou-me de "poeta"
em um comentário para a SUELI, no Fenixando,
mas sei que não o sou...
E finalmente, cante aí uma "saideira",
pois queremos ouví-la novamente...
Esta tua voz!...
rs! rs! rs!
Bjs!

Postar um comentário

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...