15 novembro 2011

Vidas Resgatadas


Quando acreditei ser eu mesma
Quando achei que não fora leniente
Quando me encantei com tua ternura
Quando flutuei no etéreo do teu ser
Quando na imensidão deste mar me joguei
Foi então que te encontrei
Flanando ao meu redor
Aspergindo sobre mim o teu perfume
Induziste-me à passividade lascívia
Conjuguei o passado e o presente
Nas profundezas do mar infinito
Vislumbrei explosão de cores e luzes
Almas atreladas, vidas resgatadas.

Escrito por Maria Claudete F.H. Batista


18 comentários:

  1. Vidas Resgatadas, pura emoção de sentimentos.
    Lindo por demais querida Maria Claudete.

    Parabéns minha amiga, és uma poetisa linda.
    Beijos com carinho enorme no teu coração.

    ResponderExcluir
  2. MUITO MUITO BOM, AMADA FRATERNA AMIGA NOSSA,AINDA EM DEVANEIO DESSE ENCONTRO INESQUECÍVEL,TE SOVER EM ESCRITO DE MEL UNTAOS,ANTES DE AOS BRAÇOS DE MORPHEU NOS ENTREGARMOS,
    OBRIGADO!
    REGINA E RICARDO
    VIVER É SIM,PURA MAGIA!

    VIVA LA VIDA
    PS!
    AMAMOS VOCE,PESSOA QUERIDA!

    ResponderExcluir
  3. Lindas vidas resgatadas nessa tua poesia tão linda e inspirada! beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Acreditar sempre...ter forças sempre. e sonhar sempre...beijos de bom dia pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Oi Clau, compartilho desse teu sentimento e estou passando por um período turbulento, vou falar sobre isso amanhã lá no VSE.
    Tudo que ainda não está resolvido virá á tona nesse momento, então vamo que vamo
    Beijos e lindo dia!

    ResponderExcluir
  6. Claudete,que sonho de poesia!Nada como resgatar um amor perdido!Simplesmente linda!Bjs,

    ResponderExcluir
  7. Vidas resgatadas...que lindo!
    Teu poema me levou a pensar no resgate de mim mesma,de minha própria vida.
    Tua sensibilidade é um dom,Clau!
    Bjka querida

    ResponderExcluir
  8. Claudete, Resgatar a vida sempre, sonhar sempr.
    Gostei muito dos seus poemas e seu blog ficou um encanto. Lindo!!
    Beijos
    Lena Atelier Patch Com Amor

    ResponderExcluir
  9. Bela prosa romântica; parabéns! Sempre bom passar por aqui. Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Adorei teu blog! As poesias, então... sou romântica incurável! Já tô te seguindo! Vem me visitar também! http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
    Bjo no coração!
    Elaine Averbuch Neves

    ResponderExcluir
  11. Quando o encontro acontece!!!
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  12. Claudete que texto maravilhoso, amei! E o seu blog ficou lindooooo! ;)
    Beijo, beijo!
    She

    ResponderExcluir
  13. Oi minha linda...quanto tempo não venho te ver não é mesmo? Mas aqui estou, admiração independe de tempo, uma vez que as pessoas criam raízes em nossos corações. Lindo poema, abracei cada letrinha...Bjs minha querida!

    ResponderExcluir
  14. OI CLAUDAETE,

    sou seu novo seguidor.

    Uma palavra do seu poema não lia há muito tempo: Aspergindo.

    Adoro este verbo, poucos usam e somente o fazem aquelas que como você sabe a diferença entre ele e respingar.

    Em poema tão denso e complexo como este, os respingos de perfumes seriam pouco e sobre você todos nós nos sentimos é realmente, aspergindo aplausos pela sua competência e sensibilidade.

    Tenho um blog de humor :HUMOR EM TEXTO, caso deseje visitá-lo ficaria satisfeito.

    A crônica desta semana e "Caldeirão das opcões sexuais".

    Caso não goste desta, existem mais de 150 outras à sua disposição no arquivo do blog.

    É de humor e de graça!

    Um abração carioca!

    ResponderExcluir
  15. que poema belíssimo, Claudete! inspirado, realmente isso tudo é o amor, é um resgatar de viver.

    boa semana pra vc e os seus! tudo de bom sempre!

    ResponderExcluir
  16. Intenso, Claudete, muito intenso. Mas há de ser assim, intenso, sempre, há de queimar, arder de modo a deixar aquele gosto inesquecível, como perfume que nos visita a memória...

    ResponderExcluir

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...