27 março 2011

Buscando e Encontrando.


google imagem

De repente, não  mais que de repente...
Uma luz vinda não sabe de onde
Insinua-se suavemente invasiva e penetrante.
Ela, a mulher, como se fosse uma capa dupla face
Deixa-se envolver pela aura luminosa...
Descobre-se  ser um eu que reluta por fora
Descobre-se ser um eu  que resigna-se por dentro.
Estabelecido está o conflito.
Realidade e razão se chocam.
O universo d’antes visto belo e caloroso
Universo agora vislumbrado com horror...
Tênue é a linha que separa lucidez e loucura
Frágil é a teia tecida pela mente.
Forte  é o descompasso do corpo físico
A embriaguez do proibido  é gritante
De repente, não mais que de repente...
O Eu resignado emerge com sensatez
Confrontam-se... Há dor ...
Descobrem-se o amor e o perdão
O corpo físico está restabelecido
A vida venceu a morte...
A mulher encontrou a paz.

escrito por Maria Claudete

25 comentários:

  1. Claudete,
    As suas palavras são intensas, sentidas e profundas...!
    É sempre um prazer passar por aqui.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. Lindo,Claudete e ainda bem que a paz foi encontrada!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. AC...quando nos defrontamos com realidades cruéis,mesmo de pessoas desconhecidas, somos catapultados a um universo , que supunhamos desconhecido , mas que nos levam a meditar sobre ele...é o confronto cotidiano. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Chica,querida ...o importante é encontrar a paz...quando morrem as intenções sufocantes sempre ocorre o renascimento do ser humano...a cada dia ...por vez.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Td Divino por aqui.Obrigada pelo carinho no meu Cotidiano.
    bjus mil!!

    ResponderExcluir
  6. Momento intenso, o do teu poema, refletindo uma sensibilidade que só poetas, como tu, tens. Obrigada pela tua delicada visita.

    ResponderExcluir
  7. Que texto mais lindo! Vc sempre escreve com a alma, e isso é o mais belo de tudo.
    Bjs e uma ótima semana

    ResponderExcluir
  8. Sempre estamos entre duas linhas. Importa que encontremos a paz na melhor dessas linhas, seja em qualquer uma delas. Intenso e filosófico seu texto. Beijos, Claudete

    ResponderExcluir
  9. Querida amiga, lindas palavras,e não existe nada melhor que encontrar a paz. Tenha uma linda semana. Beijocas

    ResponderExcluir
  10. Ainda bem.Podia virar depressão...

    ResponderExcluir
  11. Minha querida, quando a busca, mesmo depois de algumas tormentas, nos leva ao encontro da paz...é sempre válido.
    É vivenciando situações de outrem, que muitas vezes percebemos o quanto somos felizes.
    Sua poesia mostra seu interior.

    Beijos nesse coração lindo que tu tens.
    Deus a abençoe, muito.

    ResponderExcluir
  12. Lindo poema, Claudete!
    Beijo na alma e um abençoado dia!

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde, querida amiga Claudete.

    Depois de uma bela reflexão, a paz fecha o contexto com chave de ouro.

    Um grande abraço.
    Tenha um lindo dia de alegrias.

    ResponderExcluir
  14. Claudete querida, deste estado que eu adoro, obrigadão pela visita e pelo comentário. Me deswculpe o atraso mas é o danado do relógio!!!

    Beijão do ZC

    ResponderExcluir
  15. Que coisa linda, Claudete! Gostei demais desse texto, está perfeito.
    E ainda bem que no fim, ela encontrou a paz.
    Todo conflito traz a dor, resignação, revolta, mas, quando há perdão, mesmo ficando marcas, essas marcas são experi~encias pra vida toda.

    Grande beijo e bfs
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  16. Gostei de te ler... Senti emoção!


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  17. Quando temos fé em Deus a paz vem em seguida.

    Claudete, eu fechei meu blog por não ter tempo mais de visitar os amigos, como antigamente, porque minha mãe ta com problema de saúde, mas está bem melhor, entao, resolvi voltar. Obrigada pela atenção de sempre.

    Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  18. Texto maravilhoso, com certeza foi criado dentro da alma. Como sempre, é gratificante passar por aqui. Beijo minha amiga, até logo mais.

    ResponderExcluir
  19. A Paz não preço, creio que nossa busca é essa: Encontrar a paz que habita em nossa essência. Seu rexto é de uma profundidade imensa.
    Morremos pra muitas coisas todos os dias e renascemos fortalecidas com o aprendizado que os vilões nos proporcionam.Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir
  20. Bom dia, querida amiga Claudete.

    Lindo seu texto. Como disse a Chica, ainda bem que a paz foi encontrada.
    Nós, humanos, somos um conjunto de antagonismos.

    Um grande abraço.
    Tenha uma linda semana, cheia de paz e realizações.

    (Muito obrigada pela honra da sua visita e pelo comentário)

    ResponderExcluir
  21. É com prazer, que também lhe sigo.

    ResponderExcluir
  22. Ah, Clau, quando a vida vence, e novas cores espalham-se ao redor do que antes era dor, é magnifico.
    A poesia é perfeita, deixa-nos a vontade de apreciarmos mais e mais a nossa prórpria vida.

    Abraços minha querida e ótima semana pra ti.

    ResponderExcluir
  23. Tão lindo, tão profundo e tão maravilhosamente bem escrito...Beijos achocolatados

    ResponderExcluir
  24. Passei para lhe dar um abraço de:
    BOM DIA!!!

    ResponderExcluir
  25. Claudete,bela demais sua poesia!Na luta contra a morte,o encontro da paz!Tocante e sensivel!Adorei!Bjs,

    ResponderExcluir

É importante seu comentário, somente acrescenta.
Que seu dia seja pleno de realizações e Amor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...